Dados de ativistas russos. Bloco exige explicações alargadas

por RTP

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, considerou que "o que aconteceu não podia ter acontecido", referindo-se ao fornecimento de dados de ativistas russos a Moscovo, por parte da Câmara Municipal de Lisboa.

"Este procedimento era comum. Quer dizer o quê, que aconteceu também noutras circunstâncias?", questionou a dirigente partidária.
pub