Europol e Interpol. CDS acusa Governo de violação do Estado de Direito

por Antena 1

Direitos Reservados

Depois de o antigo líder do PS António José Seguro ter afirmado que o princípio da separação de poderes foi beliscado, agora foi a vez de o líder do CDS acusar o Governo de ter violado o Estado de direito, ao juntar a Europol e a Interpol sob a dependência final do primeiro-ministro.

Nuno Melo referiu, no jantar de Natal do CDS, em Lisboa, que o Governo socialista, em dez meses, já somou vários casos e negócios que implicam prejuízos para os portugueses.

A reportagem é da jornalista Madalena Salema.
pub