Lei de Bases da Saúde. Marta Temido faz apelo ao entendimento

| Política
Lei de Bases da Saúde. Marta Temido faz apelo ao entendimento

Rui Minderico - Lusa

Com a nova lei de bases da Saúde bloqueada no Parlamento, devido à falta acordo entre os partidos de esquerda, a ministra Marta Temido fez esta terça-feira um apelo ao entendimento entre as partes.

Para esta tarde, está marcada a reta final de votações, numa reunião decisiva do grupo de trabalho para a revisão da lei.

No entanto, o enquadramento das parcerias público-privadas continua a dividir PS, PCP e Bloco de Esquerda.

Sobre o ponto de discórdia, as parcerias público-privadas, a ministra da Saúde defende que a gestão dos serviços do serviço nacional de saúde deve ser preferencialmente pública.

Marta Temido, à margem da abertura da Convenção Nacional de Saúde também foi questionada sobre a falta de anestesistas no Hospital Pulido Valente, em Lisboa.

A denúncia partiu do Sindicato Independente dos Médicos, perante a falta destes profissionais nas escalas do passado fim de semana.

A ministra desvaloriza o caso e fala numa simples reorganização dos horários de trabalho.

A informação mais vista

+ Em Foco

Pela primeira vez desde que assumiu o mandato, o secretário-Geral da ONU fala abertamente à RTP dos principais conflitos globais.

É até hoje a mais icónica das aventuras da exploração espacial. Há 50 anos, o Homem chegava à Lua à boleia da NASA. Percorrermos aqui todos os detalhes da missão, dia a dia.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.