Nuno Melo recandidato. CDS marca congresso para 20 e 21 de abril

por RTP
Rodrigo Antunes - Lusa

O CDS anunciou esta sexta-feira que vai realizar o seu congresso a 20 e 21 de abril e Nuno Melo será recandidato a um mandato como presidente. Na sua nota de imprensa, o partido assinala o objetivo de voltar à Assembleia da República.

“Chegados a 3 de abril, os atuais órgãos dirigentes nacionais do CDS-PP terão cumprido o tempo normal de mandato entre congressos e o partido terá atingido o principal objetivo: O CDS-PP voltará à Assembleia da República”, lê-se na nota de imprensa.

O partido anunciou que vai realizar o seu XXXI congresso em 20 e 21 de abril, antes das eleições europeias de junho, e Nuno Melo será recandidato a um novo mandato como presidente.

"A direção do CDS-PP considera importante que os novos órgãos dirigentes sejam eleitos e estejam legitimados antes da realização das eleições europeias de 09 de junho", refere o partido no comunicado.

A data foi aprovada esta sexta-feira por unanimidade no Conselho Nacional que se reuniu em Lisboa para, entre outro pontos, aprovar a convocação do 31.º Congresso do partido, que vai decorrer em local ainda por definir.

O CDS concorre às eleições antecipadas de 10 de março em conjunto com o PSD e o PPM, integrando a Aliança Democrática (AD).


Nuno Melo foi eleito presidente do CDS-PP em abril de 2022, depois de a sua Comissão Política Nacional obter 74,93% dos votos dos delegados ao 29.º congresso nacional do partido, que decorreu em Guimarães.
Tópicos
pub