Rui Rio eleito líder do PSD

| Política

|

Os dois candidatos pronunciaram já os respectivos discursos: Santana Lopes o da derrota, consagrando a eleição de Rui Rio como líder do PSD; Rio, o da vitória, prometendo oposição firme e construtiva ao Governo e lealdade ao presidente da República.

O ex-presidente da Câmara do Porto Rui Rio foi hoje eleito presidente do PSD com 54,37% dos votos, com uma diferença de cerca de 10% para Pedro Santana Lopes, informou o partido.

Rui Rio será o 18.º presidente do PSD desde o 25 de Abril de 1974, sucedendo a Pedro Passos Coelho, eleito em 2010.

O anúncio dos resultados provisórios foi feito na sede do PSD, em Lisboa, por Jorge Pracana, membro do Conselho de Jurisdição Nacional.

Pedro Santana Lopes ligou para Rui Rio a felicitá-lo pela vitória, segundo noticiou a agência Lusa, citando uma fonte autorizada da candidatura.


Às 22h30 pronunciou também o discurso da derrota, agradecendo aos seus apoiantes, rejeitando um sentimento de tristeza pela derrota e sublinhando a satisfação de ter lutado por ideais e propostas.

O candidato explicou a derrota em parte por ter partido com atraso para a campanha e preconizou "laços cada vez mais fortes [dos partidos] às necessidades das pessoas e das empresas".

Rui Rio aguardou ainda o anúncio oficial dos resultados eleitorais para pronunciar o seu discurso. Agradeceu às pessoas que o apoiaram na campanha e que o votaram, mas também a Santana Lopes pela sua atitude na hora da clarificação eleitoral e a todos os que fizeram uma opção diferente, e com os quais diz contar para a actividade futura do partido.

O candidato vencedor afirmou que seguirá o legado deixado por Francisco Sá Carneiro e avisou que o atual Governo terá com a nova liderança do PSD uma "oposição firme e atenta", mas "não demagógica ou populista".

No seu discurso de vitória nas eleições diretas para a liderança social-democrata, em que elogiou o ainda presidente Pedro Passos Coelho, Rui Rio disse que sempre se guiou pelos ideais do fundador do PSD, Sá Carneiro, e que é essa "a bússola" que vai "continuar a seguir como meta".

O partido, disse, "não foi fundado para ser um clube de amigos ou uma agremiação de interesses ou de grupos".

Segundo Rui Rio, o PSD apresentar-se-á depois do congresso do partido, em fevereiro, como "alternativa de governo à atual frente de esquerda que se formou".

"Alternativa capaz de dar a Portugal uma governação mais firme e corajosa, capaz de enfrentar grandes problemas estruturais", bem como capaz de "restituir a vontade, a alma e a esperança", vincou.

O ex-presidente da Câmara do Porto agradeceu a todos os militantes que votaram em si, a quem esteve a seu lado nestes três meses e ao seu adversário nas diretas, Pedro Santana Lopes, que "com generosidade e empenho se apresentou a estas eleições, permitindo assim um confronto de ideias que não só valorizam esta vitória como enriquecem os objetivos comuns".

Felicitações de Costa e Cristas
O novo líder do PSD evocou as origens do partido, com Sá Carneiro, evocou o crescimento económico que credita ao partido e a salvação de uma iminente "bancarrota" que atribui a Passos Coelho, e anunciou uma nova etapa na vida do partido, com uma alternativa para os problemas estruturais que afligem o país.

Prometeu também ao presidente da República lealdade e colaboração institucional, e aos portugueses um partido empenhado em servir o país, e em lutar pela "felicidade de todos e de cada um de nós".

Entretanto, o secretário-geral do PS saudou os militantes do PPD/PSD pelo "momento tão importante da sua história" e felicitou Rui Rio pela sua eleição para a presidência do partido, desejando-lhe felicidades na liderança da oposição.

Esta mensagem de António Costa foi enviada à agência Lusa logo após o recém-eleito presidente do PSD, Rui Rio, ter feito o seu discurso de vitória nas eleições diretas dos sociais-democratas.

"Saúdo democraticamente o PPD/PSD e os seus militantes neste momento tão importante da sua história. Ao dr. Rui Rio felicito-o pela sua eleição e desejo-lhe as maiores felicidades na liderança da oposição", declarou António Costa.

De acordo com os resultados provisórios, o ex-presidente da Câmara do Porto Rui Rio foi hoje eleito líder do PSD com 54,37% dos votos, com uma diferença de cerca de 10 pontos percentuais face ao antigo primeiro-ministro social-democrata Pedro Santana Lopes.

Rui Rio, que foi secretário-geral dos sociais-democratas sob a liderança de Marcelo Rebelo de Sousa, será o 18.º presidente do PSD desde o 25 de Abril de 1974, sucedendo a Pedro Passos Coelho, eleito em 2010.

Por seu lado, a líder do CDS-PP, Assunção Cristas, "já cumprimentou Rui Rio pela vitória" de hoje nas eleições diretas do PSD, tendo formulado "votos de felicidades no exercício do seu mandato", adiantou à agência Lusa fonte da direção centrista.

"A presidente do CDS-PP já cumprimentou Rui Rio pela vitória alcançada. Assunção Cristas formulou votos de felicidades no exercício do seu mandato", referiu fonte da direção do CDS-PP à agência Lusa.

O ex-presidente da Câmara do Porto Rui Rio foi hoje eleito presidente do PSD com 54,37% dos votos, com uma diferença de cerca de 10 pontos percentuais para Pedro Santana Lopes, informou o partido.

Rui Rio será o 18.º presidente do PSD desde o 25 de Abril de 1974, sucedendo a Pedro Passos Coelho, eleito em 2010.

O anúncio dos resultados provisórios foi feito na sede do PSD, em Lisboa, por Jorge Pracana, membro do Conselho de Jurisdição Nacional do partido.

Pedro Santana Lopes já assumiu a responsabilidade da derrota nas eleições diretas para a liderança do PSD, mas disse estar de consciência tranquila e assegurou que vai continuar no combate político.

(C/ Lusa)

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevistada no Telejornal, a ministra da Saúde admitiu que reunir o consenso do PSD "não foi algo que tenha passado pelas preocupações do Governo".

A fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda continua a ser a maior dor de cabeça interna de Theresa May.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.