Cursos de medicina chinesa contestados pelos médicos

| Saúde
Cursos de medicina chinesa contestados pelos médicos

A Ordem dos Médicos aponta o dedo ao Governo pela portaria que regula os cursos de licenciatura em Medicina Tradicional Chinesa.

Na Antena 1, o bastonário Miguel Guimarães acusa o executivo de estar a dar validade a terapêuticas que ainda não têm fundamentação científica e dis mesmo, como conta o jornalista Filipe Santa-Bárbara, que medicina há só uma.

Em causa está uma portaria conjunta dos Ministérios da Saúde e da Ciência e Ensino Superior de validação da criação de ciclos de estudo que conferem o grau de licenciado em medicina tradicional chinesa.

O bastonário afirma não estar a criticar as práticas tradicionais chinesas, mas diz que necessitam de uma investigação científica profunda e de uma regulação, que não significa a criação de licenciaturas.

A Antena 1 contactou os responsáveis do Ministério da Saúde e do Ministério do Ensino Superior para obter esclarecimentos, mas ainda não obteve qualquer resposta.

Relacionados:

A informação mais vista

+ Em Foco

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.