Enfermeiros emigrantes começam a regressar

| Saúde
Enfermeiros emigrantes começam a regressar

Muitos enfermeiros portugueses obrigados a emigrar no passado estão agora a regressar a Portugal.

Aqueles profissionais da saúde concorrem aos concursos entretanto abertos para os hospitais portugueses.

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros diz que não dispondo ainda das condições ideais estes profissionais estão a optar por regressar porque já vai havendo vagas nos hospitais em Portugal.

No caso dos enfermeiros que têm estado a trabalhar no Reino Unido a bastonária Ana Rita Cavaco admite que o Brexit é o causador desta aceleração no regresso.

Há cerca de 15 mil enfermeiros portugueses a trabalhar fora de Portugal. Muitos deles estão a concorrer aos concursos para o Serviço Nacional de Saúde ainda que a bastonária admita que as condições de trabalho continuem a não ser as ideais.

Esta quarta feira realiza-se mais uma reunião entre representantes Ministério da Saúde e do Sindicato dos Enfermeiros portugueses, uma reunião determinante para definir se os enfermeiros avançam para a greve de dois dias marcada para o fim deste mês.

A informação mais vista

+ Em Foco

Falta apenas uma semana para as eleicões gerais em Angola. Apesar da crise que afeta o país, os preços imobiliários em Luanda fazem da capital angolana a cidade mais cara do mundo.

Os responsáveis pelo parque prometeram valorizá-lo e vão renovar a frota automóvel e envolver operadores privados nas visitas aos núcleos de gravuras rupestres.

O maior banco francês fez soar os alarmes na Europa ao suspender três fundos de investimento relacionados com créditos nos Estados Unidos.

Natalidade, envelhecimento, turismo, agricultura, emigração, pobreza, saúde, desigualdades. A caminho das autárquicas a Antena 1 fixa o país em 20 retratos.