Google avança para eliminação automática do histórico de atividade

| Tecnologia

A Google está a tornar mais fácil aos utilizadores gerirem informação com novos controlos de eliminação automática
|

A Google vai disponibilizar em breve um sistema automático que limpa o histórico de navegação do utilizador que use as plataformas associadas a esta empresa cibernética. Contudo, se a opção passa por ter mais privacidade na internet, a porta fecha-se para todos os serviços informativos associados ao motor de busca.

Os serviços ligados à plataforma Google ficam disponíveis quando são ativadas definições de conta, nomeadamente o histórico de localização ou a atividade da web e de aplicações. Esta informação ajuda a melhorar as experiências dos utilizadores em várias vertentes.

Por exemplo, ao colocar no motor de busca a palavra restaurante, o sistema fornece, de acordo com anteriores percursos ou gostos, os locais mais recomendados ao perfil do utilizador. Mas nem todos gostam de partilhar movimentos ou gostos. Razão pela qual a Google está a tornar mais fácil aos utilizadores gerirem este tipo de informação com novos controlos de eliminação automática.

Eis como irá funcionar: defina um limite de tempo em que a informação da atividade do utilizador será guardada - três ou 18 meses - e qualquer informação anterior será automaticamente apagada; estes controlos irão surgir primeiro no histórico de localização e atividade da web e de aplicações onde será possível definir durante quanto tempo pretende que essa informação seja guardada; os utilizadores poderão, a qualquer momento, através da conta Google, apagar toda ou parte da informação, ou conservá-la até que decida apagá-la manualmente.

Atualmente, o sistema em vigor é apresentado neste vídeo demonstrativo.

Para já, a eliminação automática ainda não funciona, mas a Google garante que será disponibilizada ao longo das próximas semanas. A empresa propõe-se continuar a trabalhar para aplicar, no futuro, esta funcionalidade a outros controlos do sistema.

Tópicos:

Apagar, Funcionalidade, Google, Histórico, Sistema,

A informação mais vista

+ Em Foco

Foi há 50 anos que o Homem partiu para a Lua. De Cabo Canaveral, nos EUA, seguiram três astronautas para colocar os nomes na história da humanidade.

Ouvido pela RTP, o artista chinês mostra-se convicto de que Hong Kong e Macau não serão, no futuro, controlados pela China.

Começa a legislatura do Parlamento Europeu saído das últimas eleições. Conheça aqui os eurodeputados portugueses e as suas prioridades.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.