Programas tv

A Febre do Ouro Negro

A Febre do Ouro Negro

Géneros

  • Séries Nacionais

Informação Adicional

A descoberta do volfrâmio nos anos quarenta provoca uma corrida sem escrúpulos

Série passada nos anos 40, em Arouca, que se encontra em tumulto com a notícia da descoberta de um novo minério: o volfrâmio.
Para tentar fortuna bastava não ter escrúpulos e ter, isso sim, um bom sentido da oportunidade.
Chico Perigoso tinha todas essas características além de um jeito danado para o negócio.
A febre do ouro negro mordeu-o forte e arrastou-o para a aldeia onde ingleses e alemães dividiam a exploração do minério.
Corre o ano de 1942. Hitler dá cartas na guerra que incendeia a Europa e Salazar, nas costas dos aliados, dá uma mãozinha ao ditador nazi.
As terras ricas em volfrâmio eram disputadas por ingleses e alemães. O volfrâmio era o mineral que temperava o aço, tão necessário e utilizado para o material bélico.
Bob Cartland era um desses ingleses infiltrados em Portugal para a recolha do volfrâmio. Bob apaixona-se por Maria, uma linda rapariga da terra. Inesperadamente, Bob Cartland aparece morto, o que deixou o regime de Salazar em grande aflição, pois naquelas terras da Beira, britânicos e homens do Fuhrer entravam com frequência em escaramuças, mas uma morte era demais.
Bob trabalhava na mina de Wulf, um alemão implacável que castigava cruelmente os seus trabalhadores se suspeitava que eles poderiam apoderar-se do minério.

Ficha Técnica

Título Original
A Febre do Ouro Negro
Intérpretes
António Pedro Cerdeira, Filipe Duarte, Patrícia Bull, Tó Melo, Adelaide Sousa, Adriano Luz, Rodrigo Névoa, Gonçalo Dinis, Cândido Ferreira, José Wallenstein, Diogo Morgado, Natália Luiza, José Mora Ramos, João Mota, Margarida Carpinteiro
Realização
Wilson Solon
Produção
Paula Nascimento
Autoria
Felícia Cabrita/ Júlia Pinheiro, Manuel Arouca
Música
Paco Bandeira
Ano
2000
Duração
50 minutos