Programas tv

Ossos

Ossos

Géneros

  • Filmes - Drama

Informação Adicional

Pedro Costa assina um dos filmes portugueses mais incómodos de sempre, que constitui um surpreendente manifesto sobre o estado de pobreza

Num bairro crioulo de Lisboa, um bebé sobrevive a várias mortes. A sua jovem mãe, Tina, desespera e liga o gás. Socorrido pelo pai, dorme na rua e bebe leite da caridade. Por duas vezes, quase que é vendido. Mas Tina não o esquece e procura vingança.

Num dos miseráveis bairros de lata de Lisboa, Clotilde e a sua família partilham uma barraca com Tina e o seu companheiro. Clotilde, como todas as manhãs, deixa o bairro para trabalhar como mulher a dias, enquanto Tina dá à luz numa maternidade. O seu companheiro não a vai buscar e é Clotilde que acompanha Tina a casa. Esta tenta suicidar-se com gás, na companhia do bebé, e o seu companheiro leva a criança com ele, na esperança de conseguir mais atenção nas ruas de Lisboa, onde pede esmola. Conhece Eduarda, uma enfermeira de meia idade que decide ajudá-lo e a quem ele tenta vender o bebé. Por fim encontra uma nova mãe para a criança na pessoa de uma prostituta, enquanto Clotilde e Tina se amparam e ajudam no seu quotidiano de miséria.
Premiado em Veneza e Belfort, "Ossos", de Pedro Costa, é um dos mais singulares e impressionantes filmes portugueses de sempre. Crónica urbana de miséria e tristeza, "Ossos" está filmado em atmosfera de documentário forjado, onde Pedro Costa, com espantosa economia narrativa, se limita, quase, a filmar comportamentos até aos limites do suportável. Raramente se terá captado com tanta crueza e violência emocional a dolorosa apatia dos sem recursos, sem estatuto, sem cidadania e sem perspetivas. Um surpreendente "manifesto naturalista" sobre os estados de pobreza dos nossos dias, filmado com inteligência e sensibilidade, onde se refletem todas as contradições da sociedade urbana portuguesa. Um filme incómodo, sombrio e quase provocador, no vergonhoso e preciso retrato que dá da realidade quotidiana de um país europeu no limiar do século XXI.

Ficha Técnica

Título Original
Ossos
Intérpretes
Vanda Duarte, Nuno Vaz,Maria Lipkina, Isabel Ruth, Inês Medeiros, Miguel Sermão, Zita Duarte, Berta Susana Teixeira, Clotilde Montron.
Realização
Pedro Costa
Produção
Paulo Branco
Autoria
Pedro Costa
Música
Wire e Sabura
Ano
1997
Duração
93 minutos