Flor, André Sardet e Tony Carreira foram os artistas que mais discos de platina receberam em 2007

| Cultura

Flor, André Sardet e Tony Carreira foram os artistas que mais discos de platina receberam no ano passado, tendo vendido no seu conjunto cerca de meio milhão de unidades, segundo dados divulgados hoje pela Associação Fonográfica Portuguesa (AFP).

A AFP divulgou hoje a lista dos 104 álbuns editados no ano passado cujas vendas ultrapassaram as 10.000 unidades (disco de ouro) ou 20.000 (disco de platina).

O álbum "Floribella", de Flor, foi o mais vendido dos editados no ano passado, tendo recebido 10 platinas. Flor junta ainda duas platinas e um disco de ouro pelo seu segundo álbum, "Floribella 2", ambos editados pela Som Livre.

À personagem encarnada pela actriz e cantora Luciana Abreu seguem-se Tony Carreira, que este ano celebra 20 anos de vida artística, e André Sardet.

Os álbuns "A vida que escolhi", de Carreira, editado pela Espacial, e "Acústico", de Sardet (Farol), que completou em 2007 dez anos de carreira, receberam cada um sete platinas.

No quinto posto, com quatro platinas, está o álbum de estreia da banda 4Taste, editado pela Farol, em sexto surge outro álbum de estreia, o das portuguesas Just Girls, com um disco de ouro e três de platina, e em sétimo lugar está o álbum de estreia de Mickael Carreira, com três platinas.

O filho de Tony Carreira acumula ainda um disco de platina e outro de ouro pelo seu segundo álbum, "Entre nós", também editado pela Vidisco.

Dos 104 álbuns galardoados, 41 são de produção nacional e 28 são colectâneas de vários artistas, sendo quatro de bandas sonoras de telenovelas da TVI.

Além de Mickael Carreira, bisam a presença na lista dos discos mais vendidos editados o ano passado Nelly Furtado, Paulo Gonzo, José Malhoa, Rodrigo Leão, Flor e os Il Divo.

O canadiano Michael Bublé é o único com três presenças na tabela acumulando dois discos de ouro e dois de platina.

O cantor recebeu um disco de ouro pelo álbum "It`s time", um de ouro e um de platina por "Call me irresponsible" e um de platina por "Caught in the act", todos editados pela Warner.

A Farol foi a editora que arrecadou maior número de galardões, num total de 45, vinte discos de ouro e 25 de platina.

Seguem-se a Som Livre com 34 galardões (12 de ouro e 22 de platina) e em terceiro a SonyBMG com 25 (15 de ouro e 10 de platina.

A Zona Música e a EDLP foram as editoras que arrecadaram menos galardões, no total dois discos de ouros, cada uma, relativos aos álbuns "Encontro", de Anabela e Carlos Guilherme, pela Zona Música, e "Elements", dos Santamaria (EDLP).


A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.