Raduan Nassar vence o prémio Camões 2016

| Cultura

|

O escritor brasileiro, Raduan Nassar, foi o grande vencedor do prémio Camões 2016, que distingue o melhor se faz na literatura escrita em língua portuguesa. Miguel Honrado, secretário de Estado da Cultura, fez o anúncio em Lisboa.

O júri deste prémio foi composto por Paula Mourão (Professora Catedrática da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa), Pedro Mexia, Flora Sussekind, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Alcides (Universidade Federal de Minas Gerais), Lourenço do Rosário, de Maputo, e Inocência Mata, de Macau.

A fundamentar a atribuição do prémio, o júri observou que "através da ficção, o autor revela, no universo da sua obra, a complexidade das relações humanas em planos dificilmente acessíveis a outros modos do discurso".

Seguidamente, admite-se na mesma fundamentação que "muitas vezes essa revelação é agreste e incómoda, e não é raro que aborde temas considerados tabu".

Mas as referidas dificuldades da prosa premiada inscrevem-se num quadro de "uso rigoroso de uma linguagem cuja plasticidade se imprime em diferentes registos discursivos verificáveis numa obra que privilegia a densidade acima da extensão". que situam na linha de grandes nomes da literatura brasileira Clarice Lispector e João Guimarães Rosa, "graças à extraordinária qualidade da sua linguagem e da força poética da sua prosa".


Trata-se, na sua parte substantiva, de uma obra que não desdenha a intervenção em temas de actualidade, e em que o júri descortinou a meritória preocupação de promover uma consciência política e social antiditatorial.

Quanto aos dados biográficos, refere-se que Raduan Nassar nasceu em Pindorama, Estado de São Paulo, em 1935, de família libanesa. Estudou na Universidade de São Paulo e publicou o seu primeiro romance, Lavoura Arcaica em 1975. Publicou depois, em 1978, a novela Um Copo de Cólera. Ambas as obras, romance e novela, foram adaptadas ao cinema. Muito mais tarde, em 1997, ganhou também o favor do público e da crítica a coletânea de contos Menina a Caminho.

O Prémio Camões, com o valor de 100 mil euros, é o mais conceituado dos prémios para a literatura de expressão portuguesa. Existe, por decisão luso-brasileira, desde 1989. No ano passado foi atribuído à portuguesa Hélia Correia.

A informação mais vista

+ Em Foco

Entrevista à Antena 1 do académico João Pedro Simões Dias, autor do livro "A ideia de Europa".

Debates, perfis, notícias da campanha. Toda a informação sobre as Eleições Europeias de 2019, que se realizam a 26 de maio.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.