CGD anuncia novo modelo de governação que extingue Conselho Fiscal

| Economia

O acionista único da Caixa Geral de Depósitos (CGD) elegeu hoje nove membros, além do presidente e do vice-presidente, para o conselho de administração, aprovando igualmente a comissão executiva que contará com sete responsáveis, num total de 11 elementos.

Com a adoção do modelo de governação anglo-saxónico, o banco público passa a contar com 11 responsáveis que integram o conselho de administração e a comissão executiva, quando anteriormente contava com sete administradores e três membros do conselho fiscal, agora extinto.

"Com o novo modelo adoptado para a CGD, foi extinto o conselho fiscal. Da nova composição resulta que há apenas mais um elemento a compor o conselho de administração do que no modelo anterior em que coexistiam o conselho de administração e o conselho fiscal, que, recorde-se, era composto por três membros", lê-se no comunicado hoje emitido pela CGD.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em 9 de abril de 1918, a ofensiva alemã varre a resistência portuguesa. O dossier que se segue lança um olhar sobre o antes, o durante e o depois.

    Quase seis décadas depois, a Presidência de Cuba deixou de estar nas mãos de um membro do clã Castro.

    Porto Santo tem em curso um projeto para se transformar na primeira ilha do planeta livre de combustíveis fósseis.

    Uma caricatura do mundo em que vivemos.