CGD anuncia novo modelo de governação que extingue Conselho Fiscal

| Economia

O acionista único da Caixa Geral de Depósitos (CGD) elegeu hoje nove membros, além do presidente e do vice-presidente, para o conselho de administração, aprovando igualmente a comissão executiva que contará com sete responsáveis, num total de 11 elementos.

Com a adoção do modelo de governação anglo-saxónico, o banco público passa a contar com 11 responsáveis que integram o conselho de administração e a comissão executiva, quando anteriormente contava com sete administradores e três membros do conselho fiscal, agora extinto.

"Com o novo modelo adoptado para a CGD, foi extinto o conselho fiscal. Da nova composição resulta que há apenas mais um elemento a compor o conselho de administração do que no modelo anterior em que coexistiam o conselho de administração e o conselho fiscal, que, recorde-se, era composto por três membros", lê-se no comunicado hoje emitido pela CGD.

A informação mais vista

+ Em Foco

O editor de Política Internacional da RTP, Ricardo Alexandre, comentou a sentença do antigo general sérvio-bósnio.

Foi considerado o “pior dia do ano” em termos de fogos florestais, com a Proteção Civil a registar 443 ocorrências. Morreram 45 pessoas. Perto de 70 ficaram feridas. Passou um mês desde o 15 de outubro.

    Todos os anos as praias portuguesas são utilizadas por milhões de pessoas de diferentes nacionalidades e a relação ambiental com estes espaços não é a mais correta.

      Uma caricatura do mundo em que vivemos.