ONU: Rússia apoia mulher da Europa do Leste. "Absolutamente normal", diz Augusto Santos Silva

| Mundo

A Rússia "sempre disse que a sua primeira escolha seria de uma candidatura da Europa de Leste", afirmou o ministro português dos Negócios Estrangeiros
|

O ministro português dos Negócios Estrangeiros considera "absolutamente normal" o apoio da Rússia a uma candidata da Europa de Leste ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas. Um dado que é "conhecido há muito", afirmou.

Semana decisiva na corrida ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas, com uma votação, esta quarta-feira, sobre os dez candidatos. Desta vez os votos dos membros permanentes - EUA, Rússia, China, França e Reino Unido - serão revelados, ao contrário do que tem acontecido até agora.


E já se conhece a orientação de voto da Rússia. O embaixador na ONU, Vitaly Churkin, afirmou que Moscovo gostaria de ver uma mulher no cargo e que por isso vai apoiar um candidato da Europa de Leste.

Declarações logo após a audição, na Assembleia-Geral, da búlgara Kristalina Georgieva, que entrou no processo na semana passada.

Em declarações à agência Lusa, o ministro português dos Negócios Estrangeiros disse que se trata de uma declaração "absolutamente normal" uma vez que a Rússia "sempre disse que a sua primeira escolha seria de uma candidatura da Europa de Leste". Um dado, acrescenta, "conhecido há muito".

"Também notamos a posição russa segunda a qual as qualidades da candidatura do engenheiro António Guterres são conhecidas e são óbvias", afirmou. Augusto Santos Silva assinalou no entanto que nas declarações recentes da Rússia foi acrescentada a referência ao género, "uma preferência que a Rússia nunca tinha manifestado".

O ministro reiterou que o Governo português encara "com serenidade o desenvolvimento deste processo". "Fizemos o que era nosso dever: tendo um candidato com a qualidade do engenheiro António Guterres, era nosso dever apresentar a candidatura ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas. Apresentámos a candidatura em devido tempo, o engenheiro António Guterres apresentou as suas ideias, foi ouvido pela Assembleia-Geral, participou nos debates, participou em todas as votações e em todas teve os melhores resultados", disse. 

Quanto à candidatura de Kristalina Georgieva, Augusto Santos Silva limitou-se a afirmar: "Saudamos todos os candidatos e candidatas, porque a qualidade das candidaturas até agora apresentadas só reforça o mérito do engenheiro António Guterres".


Tópicos:

António Guterres, ONU, secretário-geral,

A informação mais vista

+ Em Foco

Várias organizações de defesa dos Direitos Humanos exigem uma investigação rigorosa.

A morte do advogado foi conhecida há dois anos, no Natal, mas existem vários indícios de que a possa ter simulado.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.