Documentário sobre Sofia Areal "Um gabinete anti-dor" estreia-se hoje em Lisboa

| País

O documentário sobre a obra da artista Sofia Areal, "Um gabinete anti-dor", realizado por Jorge Silva Melo, com produção dos Artistas Unidos/RTP, estreia-se hoje, às 18:30, no São Luiz Teatro Municipal, em Lisboa.

"Sofia Areal: Um gabinete anti-dor", com realização de Jorge Silva Melo, tem imagem de José Luís Carvalhosa, som de Armanda Carvalho e montagem de Vítor Alves e Miguel Aguiar.

Concluído este ano, o documentário teve as filmagens iniciadas em 2011 e foi criado, não no sentido retrospetivo, mas acompanhando a artista na sua atividade, no ateliê: "Um filme que está ao seu lado, a seguir o seu fazer, as suas dúvidas, certezas, conquistas", segundo uma descrição do realizador.

"Aquilo que me interessou foi ver Sofia Areal pensar pintando, pintar pensando. Pois nela, `o que em mim pensa está pintando`, é o seu ofício, dessa mão que todos os dias faz a alegria. E Sofia Areal continua a pintar. E eu preciso tanto da sua pintura afirmativa. Que, como ela diz, `é uma questão de sobrevivência`", aponta Jorge Silva Melo.

Nascida em Lisboa, em 1960, Sofia Areal iniciou formação em Inglaterra, com os cursos de Textile Design e o Foundation Course, do Hertfordshire College of Art and Design, em St. Albans (1979-81), regressou a Portugal e estudou nos ateliês de gravura e pintura do centro de artes Ar.Co., em Lisboa.

Expõe coletivamente desde 1982 e, individualmente, desde 1990, e os seus trabalhos são sobretudo em pintura e desenho, desenvolvendo também investigação plástica nas áreas da ilustração, design gráfico e cenografia.

Em 2011, apresentou, na Galeria do Torreão Nascente da Cordoaria Nacional, em Lisboa, com produção dos Artistas Unidos, uma exposição antológica dos últimos dez anos de trabalho.

A obra de Sofia Areal está representada em coleções de várias entidades, nomeadamente a Fundação de Serralves, no Porto, o Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e na Casa da Cerca Centro de Arte Contemporânea, em Almada.

Tópicos:

Contemporânea, Foundation Course Hertfordshire College Art Design, Galeria Torreão Nascente Cordoaria,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Girl Move Academy existe há quatro anos com o objetivo de criar uma geração de mulheres líderes.

    Em entrevista à RTP, o paquistanês Ahmad Nawaz recorda o ataque de 2014 a uma escola de Peshawar.

    Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.