PS à frente nas intenções de voto e mais longe do PSD

| País

A distância entre o PS e o PSD aumentou no último mês, com os socialistas a arrecadarem 43,3 por cento das intenções de voto, contra os 36 por cento dos sociais-democratas, indica a sondagem SIC/Expresso/Rádio Renascença.

De acordo com o estudo da Eurosondagem divulgado pela SIC, o PS cresceu cerca de um ponto percentual desde a última projecção, datada de 10 de Abril, altura em que os socialistas conseguiam 42,4 por cento das intenções de voto.

O estudo dá a terceira posição nas intenções de voto à CDU, com 6,9 por cento (em Abril tinha 7,7), e o quarto lugar é ocupado pelo CDS/PP, que sobre para cinco por cento (tinha 4,7).

O Bloco de Esquerda, na última posição, sobe ligeiramente nas intenções de voto, passando de 5 para 5,2 por cento.

Segundo o estudo da Eurosondagem, nunca os portugueses tiveram opiniões tão negativas do Parlamento como no último mês.

As faltas dos deputados e os problemas com o sistema de votação electrónica prejudicaram a imagem do Parlamento, fazendo com que o seu saldo de popularidade caísse 20 pontos percentuais, com 43,2 por cento dos inquiridos a terem uma imagem negativa da Assembleia da República.

Mais de metade dos inquiridos (58,7 por cento) disseram ter uma imagem positiva da actuação do Presidente da República, o mesmo acontecendo a actuação do primeiro-ministro (55,7 por cento com opinião positiva).

O estudo de opinião da Eurosondagem foi realizado de 26 de Abril a 02 de Maio e abrangeu 1.022 entrevistas telefónicas, com um erro máximo de 3,07 por cento.

A informação mais vista

+ Em Foco

Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A menos de 100 quilómetros da fronteira com a Síria, a cidade turca de Gaziantep é uma terra de tradições e sabores.

      Fotografias da autoria do artista berlinense Martin Dammann lançam luz sobre o lado mais obscuro da Wehrmacht.