Revisor do comboio grafitado na Maia recebe apoio psicológico

| País
Revisor do comboio grafitado na Maia recebe apoio psicológico

A ver: Revisor do comboio grafitado na Maia recebe apoio psicológico

O revisor do comboio grafitado em Águas Santas, na Maia, está receber apoio psicológico. O homem, com 20 anos de serviço, já foi ouvido pela PSP e não está sequer a trabalhar.

A polícia já interrogou também a testemunha que relatou à RTP a forma como tudo aconteceu e o uso de um extintor para afastar os jovens que acabaram por morrer.

Os colegas e amigos saem em defesa do revisor.

Garantem que pensou que era uma assalto e que só quis proteger os passageiros.

A informação mais vista

+ Em Foco

A causa do incêndio do Pedrogão Grande terá sido uma linha elétrica de média tensão. Esta é uma das principais conclusões do relatório que o professor Xavier Viegas entregou ao Governo.

Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

    Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.

    Os governos espanhol e catalão além de estarem de costas voltadas entrincheiraram-se em narrativas de auto-justificação absolutamente incompatíveis entre si.