Revisor do comboio grafitado na Maia recebe apoio psicológico

| País
Revisor do comboio grafitado na Maia recebe apoio psicológico

A ver: Revisor do comboio grafitado na Maia recebe apoio psicológico

O revisor do comboio grafitado em Águas Santas, na Maia, está receber apoio psicológico. O homem, com 20 anos de serviço, já foi ouvido pela PSP e não está sequer a trabalhar.

A polícia já interrogou também a testemunha que relatou à RTP a forma como tudo aconteceu e o uso de um extintor para afastar os jovens que acabaram por morrer.

Os colegas e amigos saem em defesa do revisor.

Garantem que pensou que era uma assalto e que só quis proteger os passageiros.

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP disponibiliza agora uma nova aplicação: apresenta as notícias do dia em texto, vídeo e áudio, alertas de última hora e as emissões da RTP3 e Antena 1.

Em dez anos, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condenou o Estado 18 vezes em casos de liberdade de expressão.

    Londres é o grande centro financeiro para negócios internacionais e comércio da Europa e um dos principais centros de liderança da economia global. Corre o risco de ser desmantelada.

      Uma rubrica do site da RTP e do Jornal 2 dentro do contexto evocativo do centenário da Grande Guerra.