Se eleições legislativas fossem hoje o PS voltaria a ganhar

| País

Se as eleições legislativas fossem hoje o Partido Socialista voltaria a vencer, mas os partidos à direita estão a ganhar mais terreno em Portugal, revelou sexta-feira um estudo da Eurosondagem para a SIC, Expresso e Rádio Renascença.

De acordo com a sondagem, feita através de entrevistas telefónicas a pessoas com mais de 18 anos, o PSD subiu 0,8 por cento nas intenções de voto em relação ao mês passado.

Por outro lado, o partido de Ribeiro e Castro, apesar de se manter no fim da lista de partidos, cresceu um por cento.

Por oposição, o Partido Socialista perdeu 0,4 por cento enquanto o Bloco de Esquerda caiu 0,6 por cento e a CDU desceu 0,6 por cento.

Os resultados do inquérito da Eurosondagem revelaram ainda que o PSD recuperou a liderança nas intenções de voto dos inquiridos com mais de 60 anos que vivem na região Norte.

Em relação aos índices de popularidade, o barómetro revelou que as variações de popularidade do Presidente da República e do primeiro-ministro são idênticas, com estes dois políticos a terem o melhor desempenho para a maioria dos portugueses.

Cavaco Silva desceu um ponto percentual enquanto José Sócrates perdeu sete décimas.

A imagem do Governo continua em alta e o saldo positivo aumentou quase em seis pontos percentuais.

Em relação aos líderes parlamentares, Marques Mendes segue a tendência positiva do partido, logo seguido pelo líder do CDS-PP cujo saldo positivo cresceu 2,6 por cento.

O líder do Bloco de Esquerda perdeu duas décimas e Jerónimo de Sousa, da CDU, mais de 1,5 por cento.

A sondagem foi realizada entre os dias 31 de Agosto e 05 de Setembro por entrevistas telefónicas a pessoas residentes em Portugal Continental com mais de 18 anos.

A informação mais vista

+ Em Foco

O criador dos óculos de realidade virtual está a desenvolver tecnologia que vai transferir jogos de vídeo para os campos de batalha.

Reunimos aqui reportagens sobre as forças de elite portuguesas, emitidas por ocasião dos 100 anos do Armistício que pôs fim à I Guerra Mundial.

    O coração de Lisboa foi palco do maior desfile militar dos últimos 100 anos no país, por ocasião do centenário do Armistício que pôs fim à I Grande Guerra.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em novos conteúdos de serviço público que podem ser seguidos na página RTP Europa.