António Costa só envia Orçamento do Estado depois de Cavaco Silva sair de Belém

| Política
António Costa só envia Orçamento do Estado depois de Cavaco Silva sair de Belém

A ver: António Costa só envia Orçamento do Estado depois de Cavaco Silva sair de Belém

De acordo com o Diário de Notícias, o primeiro-ministro quer aprovação final do Orçamento do Estado em março, mas só depois de Cavaco Silva sair de Belém.

A proposta vai começar agora a ser preparada e os calendários vão ser reformulados de forma a que a votação final e global do documento coincida com o momento em que o país já vai ter um novo chefe de Estado.

Usando a expressão de Cavaco Silva, também o PS, segundo disseram ao Diário de Notícias fontes do partido, tomou em "devida nota" o facto de o Presidente em funções ter feito questão de recordar, anteontem, na tomada de posse do governo de Costa, que tenciona exercer até ao fim todos os poderes que tem.

Os socialistas registaram esta afirmação como querendo dizer que Cavaco Silva exercerá com uma atenção redobrada as suas competências de vigilância das leis.

Ainda segundo o Diário de Notícias, para já o PSD abandona a ideia de rejeitar o programa de Governo de António Costa.

A informação mais vista

+ Em Foco

A causa do incêndio do Pedrogão Grande terá sido uma linha elétrica de média tensão. Esta é uma das principais conclusões do relatório que o professor Xavier Viegas entregou ao Governo.

Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

    Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.

    Os governos espanhol e catalão além de estarem de costas voltadas entrincheiraram-se em narrativas de auto-justificação absolutamente incompatíveis entre si.