Nuno Teles vê duas alternativas no caso BANIF: aumento de capital ou BCE avança com resolução

| Política
Nuno Teles vê duas alternativas no caso BANIF: aumento de capital ou BCE avança com resolução

Foto: Lusa

Este tema do BANIF é tema de reflexão na Antena 1 com o entrevistado Nuno Teles, Doutorado em economia na Universidade de Londres, investigador e especialista sobre o sistema financeiro.

O primeiro-ministro António Costa garantiu recentemente que os depósitos no BANIF estão assegurados, independentemente do valor. No entanto, para os contribuintes, o chefe do Governo não garante que o dinheiro que o Estado investiu na instituição seja recuperado na totalidade. Ainda assim, António Costa diz que é necessário aguardar com serenidade pelo fim da venda do Banco.

O Estado tem investidos 700 milhões de euros no banco, mas o valor do BANIF na Bolsa - cerca de 40 milhões de euros - deixa apreensivos os agentes financeiros e políticos. Em caso de resolução, serão os acionistas - entre eles o Estado - que irão assumir os custos.

Este tema do BANIF é tema de reflexão na Antena 1, numa análise conduzida pelo jornalista Nuno Rodrigues com o entrevistado Nuno Teles, Doutorado em economia na Universidade de Londres, investigador e especialista sobre o sistema financeiro.

Nuno Teles diz que há duas alternativas: ou há um aumento de capital ou Banco Central Europeu avança para a resolução.

(Com Marcos Celso)

A informação mais vista

+ Em Foco

A RTP ouviu os seis lideres partidários sobre temas que escapam aos programas políticos e que contribuem para definir o perfil dos candidatos.

    Uma sondagem da Universidade Católica aponta para o fim da hegemonia laranja na Madeira, apesar da vitória do PSD nas regionais (38%) do próximo domingo.

    Na semana em que se assinala o início da II Guerra Mundial, a RTP conta histórias de portugueses envolvidos diretamente no conflito.

      Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.