Ouvir
Grande Auditório
Em Direto
Grande Auditório Reinaldo Francisco / Produção: Susana Valente

Letras de Canções


Hymnus / Hino

Letra Original:


Hymnus (Fritjof Gustafsson)

Natus in curas, homo solis aestu
Haurit excelsus calidum laborem,
Non opem fessus miseris recusat
Nocte quieta.

Corporis tendens animisque vires
Extimas, nusquam sibi parcet ipse.
Blanda vix ellum favet aura sortis
Vitaque suavis.

Posteri segnes opera fruuntur
Denique exhausta memoresque laudant.
Iam manus leto gelido solutas
Fractaque corda.

Tradução para Português:


Hino (Fritjof Gustafsson)

O homem, nascido na labuta, através do calor do dia,
Orgulhosamente as suas pesadas tarefas desempenha.
Cansado, ele não rejeita a pobre ajuda
Na noite calma.

Abusando das suas capacidades físicas e espirituais,
Ele nunca se poupa até que as suas tarefas sejam feitas.
O destino não lhe concede o doce consolo dela,
Nem vida de facilidade.

Aqueles que sobrevivem gozam em ociosidade
A colheita final dos seus labores aqui,
E louvam a mão que a gelada morte libertou,
Com o coração despedaçado.