Em direto
Lacerda Sales ouvido na Comissão de Inquérito ao caso das gémeas

Terminal de contentores do Barreiro - " Enorme " volume de areia retirada do Tejo

por Arlinda Brandão

Foto: Google Mapas/DR

Para fazer nascer o futuro terminal de contentores do Barreiro, primeiro tem de haver um "enorme" retirada de sedimento do fundo do rio Tejo. Dragagens que podem chegar à retirada de 26 milhões de metros cúbicos de sedimentos retirados do fundo do rio.

Uma operação com pontos positivos, visto que as areias retiradas vão servir para combater a erosão nas praias a sul do Tejo, permitindo alimentar praias como as da Costa da Caparica e linha do Estoril. Mas há pontos negativos que se destacam do ponto de vista ambiental.

De acordo com a ambientalista Carla Graça, da Associação Ambientalista Zero, com estas dragagens surge a questão dos sedimentos contaminados retirados desta zona, onde houve uma atividade industrial de grande poluição.

Estudo de Impacte Ambiental desta obra de vulto está em consulta publica até 7 de dezembro, e este investimento está orçado em 600 milhões de euros, criando 500 postos de trabalho diretos.



pub