Abadia de Cluny consagrada como "Património Europeu"

| Cultura

A ministra da Cultura, Isabel Pires de Lima, e os seus homólogos francês, Rennaud Donnedieu de Vabres, e grego, Girogos Voulgarakis, presidiram hoje à consagração da Abadia de Cluny, em França, como "Património Europeu".

Donnedieu de Vabres justificou a escolha da Abadia de Cluny por esta ser um "lugar propício para ilustrar" o diálogo europeu e o enriquecimento cultural recíproco, que constituem o principal objectivo da União Europeia. A ideia de criar a categoria "Património Europeu", simbolizada na atribuição de um selo e no desvelar de uma placa comunicativa, data de 2005, e foi proposta pelos governos de Espanha, França e Hungria.

A iniciativa, inspirada no modelo do Património Mundial da Unesco, visa realçar a dimensão europeia dos bens culturais, monumentos, paisagens naturais ou espaços urbanos e locais históricos, ou dos espaços de memoria, testemunhos da historia ou das heranças comuns europeias, de modo a reforçar a adesão dos cidadãos a uma identidade europeia.

O selo do "Património Europeu" será colocado proximamente no Palácio dos Papas de Avinhão, em França, na Acrópole, em Atenas, e na Residência de Estudantes de Madrid, em Espanha.

Em Portugal, o selo destacará a Catedral de Braga, o Convento de Jesus em Setúbal, a Biblioteca da Universidade de Coimbra e a Abolição da Pena de Morte.

Explicando estas escolhas, em declarações à Agência Lusa, Isabel Pires de Lima recordou que "Portugal foi o primeiro pais europeu a abolir a pena de morte em 1855 para a construção de uma Europa mais humanista, num momento em que a Europa estava particularmente dilacerada".

A ministra da Cultura Portuguesa sublinhou o facto de não ser casual o lançamento desta iniciativa quando a Europa se prepara para celebrar os cinquenta anos do Tratado de Roma, na origem da actual Europa politica.

Foi neste contexto que, "numa altura em que muitos estados europeus se continuam a debater com questões de genocídio ou pena de morte, nos pareceu da maior importância sublinhar o contributo de Portugal para uma Europa dos valores", explicou Isabel Pires de Lima.

A Catedral de Braga deverá ser o primeiro edifício a integrar a nova rede de monumentos europeus mas está ainda por definir a data da cerimónia.

A informação mais vista

+ Em Foco

O presidente da Câmara dos Comuns é, digamos assim, o equivalente ao presidente da Assembleia da República em Portugal.

Neste Manual do Brexit, explicamos em 12 pontos o que está em causa e os cenários que se colocam.

    Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

      A entrevista ao ativista de Direitos Humanos para o programa Olhar o Mundo.