Moçambique disponível para apoiar Timor-Leste no ensino

por Lusa
Ramos-Horta ouviu a disponibilidade de Moçambique para ajudar no ensino Rolex Dela Pena - EPA

O embaixador de Moçambique para Timor-Leste e Indonésia, Belmiro José Malate, manifestou a disponibilidade do país para apoiar as autoridades timorenses na capacitação de quadros e na formação de professores em língua portuguesa.

"Durante o encontro que tive com o primeiro-ministro discutimos alguns assuntos que poderão ser áreas de cooperação entre os dois países, nomeadamente na formação e capacitação de quadros, onde Moçambique tem alguma experiência e pode ajudar o governo de Timor a formar os seus quadros", afirmou o embaixador aos jornalistas no Palácio do Governo, em Díli.

O embaixador de Moçambique explicou também que discutiu com o primeiro-ministro a questão dos hidrocarbonetos, área em que podem colaborar no futuro, e a situação económica e política dos dois países.

"Outra área sobre a qual trocámos impressões foi a de formação de professores de português, que é um dos grandes desafios que Timor-Leste enfrenta hoje, que é massificar o ensino da língua portuguesa e em Moçambique estamos à disposição do Governo de Timor para a formação de professores", disse o diplomata.

Belmiro José Malate, que reside em Jacarta, na Indonésia, encontra-se em Timor-Leste no âmbito do encontro anual, promovido pelo presidente timorense, José Ramos-Horta, com os embaixadores acreditados no país.

No encontro, realizado terça-feira, o chefe de Estado timorense considerou que o encontro permite fortalecer os "laços vitais de amizade e cooperação" e agradeceu o apoio a Moçambique.

 

Tópicos
pub