Perve Galeria celebra 20 anos e centenário de Cruzeiro Seixas com duas exposições

por Lusa

Uma exposição comemorativa dos 20 anos de existência da Perve Galeria e outra dedicada ao centenário do nascimento do artista plástico Cruzeiro Seixas, que se assinala em dezembro, marcam, hoje, a reabertura deste espaço, em Lisboa.

Encerrada desde março, devido às medidas de confinamento exigidas para conter a pandemia da covid-19, a Perve Galeria vai retomar a atividade inaugurando um ciclo comemorativo dos seus 20 anos de existência em Alfama, com uma mostra intitulada "Diálogos 2.0", que contará com mais de uma centena de obras de arte a recordar as exposições realizadas.

Segundo a galeria, esta exposição vai reunir três gerações de artistas, entre os quais se encontram Reinata Sadimba (Moçambique, 1945), Ivan Villalobos (Chile, 1975), Javier Félix (Colômbia, 1976) e Liudvika S. Koort (Lituânia,1994).

Alguma destas obras foram exibidas na secção "Dialogues" da London Art Fair 2020, em janeiro deste ano, na capital britânica.

Este ciclo comemorativo da abertura da galeria conta também com um tributo a Cruzeiro Seixas, no centenário do nascimento daquele que é um dos artistas mais destacados do surrealismo português.

Cruzeiro Seixas, que completa 100 anos em 03 de dezembro próximo, participou numa exposição na Perve Galeria em 2006, em conjunto com os artistas Fernando José Francisco (1922-2008) e Mário Cesariny (1923-2006), seus companheiros do Grupo Surrealista da Lisboa, resultante da cisão do Movimento Surrealista Português, e participantes na primeira exposição d`"Os Surrealistas", em 1949.

Esta exposição de 2006, viria a ser a derradeira mostra organizada em vida do poeta e artista plástico Mário Cesariny.

As exposições, que poderão ser visitadas virtualmente, com informação em português e inglês, ficarão abertas até ao dia 19 de dezembro. A programação da reabertura contará com performances artísticas.

Tópicos
pub