Bruxelas prevê que preços do imobiliário na UE voltem a subir em breve

por Lusa

A Comissão Europeia prevê que os preços no mercado imobiliário da União Europeia voltem a subir em breve, numa altura em que a oferta de habitação está estruturalmente baixa na média dos Estados-membros, foi hoje divulgado.

Nas previsões económicas de primavera, o executivo comunitário assinala que os mercados imobiliários da União Europeia (UE) moderaram-se em 2023, com diversas variações regionais, mas adianta esperar "que os preços imobiliários voltem a aumentar em breve".

Bruxelas recorda que no quarto trimestre de 2023 os preços da habitação na zona euro situaram-se 1,2% abaixo do nível do ano anterior, enquanto os preços na UE se situaram 0,2% acima.

As variações dos preços da habitação em 2023 foram, em média, de -1,1% na área do euro e de -0,3% na UE.

"As descidas mais significativas foram registadas na Alemanha, Suécia, Luxemburgo e Finlândia. Pelo contrário, Croácia, Bulgária, Lituânia, Polónia, Portugal e Eslovénia registaram taxas de crescimento superiores a 6%", elenca.

O executivo comunitário salienta que tanto as transações habitacionais como as novas licenças de construção estiveram, na UE, próximas dos níveis mais baixos da última década, mesmo em países que registaram aumentos nos preços da habitação.

"As licenças de construção parecem ter começado recentemente a recuperar. Os padrões de crédito rigorosos e a baixa procura deverão continuar a pesar nas transações imobiliárias e na construção durante mais alguns trimestres", refere.

Posteriormente, espera alguma recuperação da procura num contexto de perspetivas positivas de crescimento dos rendimentos e de taxas de juro mais baixas.

"Espera-se que a interação entre estes desenvolvimentos e a oferta de habitação estruturalmente baixa apoie os preços da habitação no futuro", prevê.

Tópicos
pub