Greve Médicos. FNAM fala em 85% de adesão, Ministério de apenas 36%

por RTP

No rescaldo de 48 horas de greve dos médicos e de mais uma ronda negocial falhada com o o Governo, o Ministério da Saúde vem contrariar os números de adesão do sindicato.

A Federação Nacional dos Médicos tinha avançado com 85 por cento nas unidades do país. À RTP, a tutela fala em 36 por cento, a nível nacional e considera que, segundo a lei, só é registado o absentismo laboral pelo que os motivos de ausência ao trabalho serão apenas determinados aquando do processamento dos salários.

pub