Lucro histórico. Resultados líquidos da Galp aumentam para mil milhões de euros

por RTP
Reuters

A Galp obteve resultados líquidos de mil milhões de euros em 2023, mais 13,7 por cento do que no ano anterior, impulsionada por um "sólido desempenho" em todas as unidades de negócio, anunciou esta segunda-feira a empresa, que tinha registado lucros recorde em 2022 e renovou esses números no ano que terminou.

“A Galp apresentou um conjunto robusto de resultados, impulsionados por um sólido desempenho operacional” das unidades de negócio, adianta a empresa num comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Contudo, os lucros avançaram de forma mais ligeira no quarto trimestre do ano que passou, apenas 4 por cento em termos homólogos, para 284 milhões de euros.
De acordo com os resultados apresentados, o EBITDA (resultado antes de impostos) foi de 3,56 mil milhões de euros, uma descida de 7,6 por face ao ano anterior. E por categoria, o EBITDA do `Upstream` (exploração e produção de petróleo e gás natural) foi de 2,26 mil milhões de euros no ano passado, uma descida de 26,6 por cento.A empresa justificou ainda a queda com a redução do preço do petróleo no mercado mundial, sublinhando que a produção aumentou seis por cento em 2023.


“O investimento económico ascendeu a 1.052 milhões, maioritariamente direcionado para o crescimento do Upstream, transformação downstream e construção de capacidade em energias renováveis”
, refere ainda a Galp.

Na categoria Industrial and Midstream (transporte, armazenagem e marketing de crude e gás natural), o EBITDA atingiu 929 milhões de euros no ano passado, mais do dobro do registado em 2022. No entanto, a Galp admitiu esperar uma redução de 13 por cento no EBITDA este ano.

A dívida líquida, declarou também a empresa, “foi reduzida para 1,4 mil milhões de euros, fortalecendo ainda mais a posição financeira da Galp, ao mesmo tempo que executa um ambicioso plano de crescimento e investimento transformacional”.

Os resultados agora divulgados revelam que 2023 foi o terceiro ano consecutivo de lucros para a Galp, depois de em 2020 ter registado um prejuízo de 42 milhões de euros, devido à queda acentuada do preço do crude e dos produtos petrolíferos, pela contração do consumo na pandemia.

c/ Lusa
Tópicos
pub