Medina pede continuação da política de contas certas após 10 de março

por RTP

Fernando Medina espera que Portugal não se desvie da política de contas certas depois das eleições. Na última reunião de ministros das Finanças da União Europeia antes das eleições, o ministro diz que o nosso país atingiu um nível de reputação internacional que não pode ser desperdiçado.

pub