Relatório considera que FMI "fez projeções demasiado otimistas" para Portugal e Grécia

por Duarte Valente, Guilherme Terra

A receita do FMI aplicada em Portugal, Grécia e Irlanda é criticada num estudo realizado por uma entidade do próprio FMI. No caso de Portugal, diz-se que houve excesso de otimismo nas previsões, erros nas estimativas de muitas medidas e falhas do Banco de Portugal na supervisão.