Série portuguesa sobre Rendimento Básico Incondicional apresentada quinta-feira em Gaia

por Lusa

A primeira série documental realizada em Portugal sobre o Rendimento Básico Incondicional (RBI), que em 12 episódios reúne mais de 50 entrevistados nacionais e internacionais, será apresentada quinta-feira no Auditório Municipal de Vila Nova de Gaia.

Em comunicado, a organização revela hoje que na série documental portuguesa, intitulada "RBI: Um caminho de Liberdade", as mais de 50 personalidades consagram a "necessidade crescente de projetar o RBI como solução para fugir a situações de pobreza e garantir a participação de qualquer indivíduo na sociedade de forma digna".

Entre os entrevistados, pertencentes à sociedade civil, política, academia e mundo associativo e empresarial, encontram-se Carlos Moedas, Pedro Duarte, Roberto Merrill, Carla Guapo da Costa, Cristina Rodrigues, Rodrigo de Lapuerta e Oliver de Schutter, que na série "reconhecem a importância e garantir um rendimento básico distribuído de maneira incondicional a todos os residentes em Portugal legalizados".

Produzida pelo eurodeputado Francisco Guerreiro e realizada por Hugo de Almeida, a série vai ser apresentada no Auditório Municipal de Vila Nova de Gaia na quinta-feira, pelas 18:00, e na presença do presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues.

Além da exibição de três dos 12 episódios, o Auditório Municipal de Vila Nova de Gaia será ainda palco para um debate protagonizado pelos especialistas Robert Merrill, Lina Coelho e Helena de Sousa Freitas, e moderado pelo eurodeputado Francisco Guerreiro.

Ao longo dos 12 episódios - que serão disponibilizados `online` gratuitamente - a série documental aborda diferentes áreas de intervenção, desde a tecnologia e emprego às questões da pobreza e desigualdade social, bem como a cultura, lazer, educação, investigação, cidadania, igualdade de género, saúde preventiva, desenvolvimento do mundo rural e ecologia regenerativa.

"RBI: Um caminho de Liberdade" visa "elucidar a opinião pública europeia" sobre o RBI, sensibilizar a classe política para a implementação de um projeto-piloto em Portugal e "alcançar um milhão de assinaturas com o intuito de colocar o RBI a ser discutido pela Comissão Europeia".

Citado na nota, o eurodeputado Francisco Guerreiro salienta que a iniciativa será levada de norte a sul do país "para que seja possível dar a conhecer esta ideia a cada vez mais pessoas e mostrar a evolução que poderá vir a representar enquanto sociedade". 

"O tempo é o bem mais precioso que temos e é fundamental termos as condições necessárias para podermos desfrutar dele com qualidade", acrescenta.

Além da produção da série, a organização do evento revela ter sido elaborado um estudo sobre a aceitação do RBI em Portugal, no qual se registou um "índice de favorabilidade de 76% quanto à implementação da medida" junto dos inquiridos, que foram selecionados de forma aleatória.

O Rendimento Básico Incondicional é uma prestação atribuída a cada cidadão, independentemente da sua situação financeira, familiar ou profissional, e suficiente para permitir uma vida com dignidade.

pub