TAP já começou a dispensar trabalhadores

por Antena 1

Foto: Antena 1

A companhia aérea não renovou contrato a mais de mil colaboradores desde o início desta pandemia. O número é revelado à Antena 1 pelo presidente do Conselho de Administração da empresa. Em entrevista à rádio pública, Miguel Frasquilho sublinha, no entanto, que o despedimento de funcionários do quadro da TAP, não é uma condição indispensável do plano de reestruturação que será desenhado em breve.

Miguel Frasquilho revela, nesta entrevista à editora de Política da Antena 1 Natália Carvalho, que o plano de reestruturação da TAP será delineado em menos de seis meses e promete ouvir os trabalhadores e os sindicatos neste processo.

Quanto aos mil e duzentos milhões de euros que o Governo tem reservados para injetar na transportadora aérea, o presidente do conselho de administração da empresa, diz que o montante é suficiente para o curto prazo , no "dia de hoje".

O presidente do conselho de administração da TAP diz que é fundamental reorganizar a empresa, para que a companhia aérea tenha viabilidade para o futuro.

Miguel Frasquilho escusou-se a comentar a ideia de David Neelman sobre a continuidade da empresa.

Miguel Frasquilho destaca ainda a importância da TAP para o país e sublinha que o hipotético desaparecimento da transportadora iria reduzir em muito, a chegada de viajantes a Portugal.

A entrevista à A1, do presidente do conselho de administração da TAP, um dia depois do Governo ter anunciado o acordo com os acionistas privados, que evita um cenário de nacionalização.

Miguel Frasquilho vem ainda dizer que a comissão executiva não atingiu objetivos no plano financeiro.
pub