TAP. Plano de reestruturação aponta para dispensa de dois mil trabalhadores

por Antena 1

Antena 1

A TAP aperta o cinto e prepara-se para uma aterragem de emergência na crise da pandemia. O plano de reestruturação da companhia aérea aponta para a venda de 20 aviões, a dispensa de dois mil trabalhadores e ainda cortes salariais de 20% nos restantes funcionários da empresa. São mudanças profundas na transportadora para enfrentar a pior conjuntura de sempre para a aviação.

Para esta sexta-feira está prevista uma reunião entre a administração da companhia aérea e os sindicatos.

O plano de reestruturação terá de ser apresentado pelo Governo em Bruxelas, no prazo de duas semanas.

Só este ano a TAP deve registar mil milhões de euros em prejuízos.

A administração da empresa vai propor a redução de aviões para ficar com apenas 85 já no próximo ano. A informação é avançada pela edição desta sexta-feira do jornal Expresso.

A TAP pretende ainda avançar com cortes salariais a todos os funcionários, de terra, tripulantes e pilotos. Cortes na ordem dos 20 por cento para quem não for dispensado. 

A administração está convicta de que o corte no número de trabalhadores ultrapasse os mais de dois mil contratados a prazo. 

A TAP terá também pedido autorização do Governo para mexer nos acordos de empresa.
pub