Câmara da Guarda apresenta reivindicações aos candidatos

por Lusa

O presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa, enviou esta semana uma carta aos candidatos a primeiro-ministro com as principais reivindicações para o concelho, anunciou hoje a autarquia.

O autarca eleito pelo movimento Pela Guarda (PG) destacou na missiva os principais projetos já iniciados ou elencados e que dependem do poder central para avançar no concelho da Guarda.

Sérgio Costa pediu especial atenção para a conclusão da 2.ª fase das obras no Hospital da Guarda, incluindo a área de Psiquiatria, e para a requalificação dos edifícios históricos e do Pavilhão 1.

Pediu a finalização célere das obras da Linha da Beira Alta, realçando serem essenciais para o início das operações do Porto Seco da Guarda, e a concretização das estradas - variantes dos Galegos e da Sequeira, lembrando serem responsabilidade da Infraestruturas de Portugal.

O autarca pediu também a implementação do Plano de Revitalização da Serra da Estrela, recentemente aprovado em Conselho de Ministros, a reabertura do Hotel Turismo "fechado há 14 anos e atualmente em estado de abandono" e a transferência do Comando Territorial da GNR para os terrenos adjacentes da Unidade Especial de Proteção e Socorro (UEPS).

Com a saída da GNR do centro da cidade, o eleito pelo PG defendeu que haveria "melhorias nas condições de trabalho e na eficácia da segurança pública". mas também poderia ser criada "a tão desejada" Praça da Liberdade.

Sérgio Costa apontou ainda a criação de novas residências de estudantes para o Instituto Politécnico da Guarda e a construção do IC7, de ligação entre a A25, IP2 e Coimbra, "melhorando significativamente a ligação entre a Guarda e Coimbra, essencial para a mobilidade regional e o acesso a serviços".

O autarca apelou "ao compromisso e ação imediata para que estas reivindicações se possam concretizar, no mais curto espaço de tempo, assegurando que a Guarda continue a ser um exemplo de progresso, inovação e qualidade de vida".

"Estamos disponíveis para colaborar em todas as etapas necessárias".

Sérgio Costa argumentou que "urge unir forças num objetivo comum", que é "o desenvolvimento integrado do país".

A Câmara da Guarda revelou o autarca convidou "todos os candidatos a primeiro-ministro a visitarem a Guarda para poderem perceber a importância destes projetos não só para a cidade e para o concelho mas também para o desenvolvimento social e económico de para toda uma região do interior do país".

Tópicos
pub