Acordo estabelece tréguas de 4 dias em Gaza para libertação de reféns

por Oriana Barcelos - Antena 1

EPA

Pela primeira vez após mês e meio de conflito entre Israel e o Hamas, vai haver tréguas na operação militar israelita em território palestiniano. As duas partes chegaram a um acordo para com vista à libertação de reféns.

O Governo israelita aceitou ontem um acordo com o grupo islamita Hamas para a libertação de reféns na Faixa de Gaza em troca da libertação de prisioneiros palestinianos e de uma trégua de quatro dias.

Um acordo que teve como intermediários o Qatar e os Estados Unidos. E Joe Biden já saudou o acordo alcançado para a libertação de reféns.

Também Ursula Von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, já veio manisfestar satisfação com este entendimento.

Mahmoud Abbas, o líder da Autoridade Palestiniana também se mostra satisfeito e espera que esta trégua permite alcançar outras soluções para este conflito.

A Rússia também já saudou o acordo alcançado entre o Hamas e Israel, para a libertação de reféns e para uma trégua humanitária em Gaza, durante 4 dias.

A data para o início deste cessar-fogo deverá ser anunciada nas próximas 24 horas.

Entretanto, já foi retirada da Faixa de Gaza uma bebé com nacionalidade portuguesa.

Foi retirada em segurança, de acordo com as informações transmitidas pelo ministério português dos negócios estrangeiros.
pub