Cavaco Silva defende uma "visão CPLP" e ignora adesão da Guiné Equatorial

por Natália Carvalho

Foto: Paulo Novais / LUSA

Naquela que foi a última cimeira CPLP para Cavaco Silva, o Presidente da República Portuguesa apelou, num discurso realizado à porta fechada, a um compromisso de apostar na CPLP como um investimento futuro. Cavaco Silva saúdou ainda o regresso da Guiné-Bissau à comunidade, mas evitou referir a entrada da Guiné Equatorial.

O discurso que Cavaco Silva levou à sessão de debate político, entretanto distribuído aos jornalistas em Díli, não foi alheio ao tema candente dos Direitos Humanos. Sem, todavia, qualquer referência direta ao novo membro da CPLP, onde o Castelhano é a língua mais falada.
pub