Em Direto
Euro2024. Acompanhe ao minuto o Turquia-Geórgia

Escócia. Instituição diz que há sem-abrigo retirados de Edimburgo para cidade receber fãs de Taylor Swift

por RTP
Miguel A. Lopes - EPA

Uma associação que ajuda pessoas sem-abrigo em Edimburgo alertou para o facto de muitos sem-abrigo estarem a ser retirados da capital escocesa para viabilizar o aumento do número de quartos de hotel para os fãs de Taylor Swift, numa altura em que a cantora ali tem agendados três concertos. Muitas pessoas estão a ser enviadas para cidades como Aberdeen, Glasgow e Newcastle.

A Shelter Scotland alertou para o problema e fala numa “injustiça enorme” por haver pessoas sem-abrigo a competir diretamente com turistas. As autoridades da cidade de Edimburgo já admitiram que estão a tentar arranjar abrigos alternativos durante esta altura.

Depois das passagens por Lisboa e Madrid, Taylor Swift tem agendados três concertos no Estádio Murrayfield de Edimburgo. Com a chegada da cantora no próximo mês, o setor hoteleiro espera muitos fãs e uma mulotiplicação das dormidas durante esses dias.

Este é um tema que causa controvérsia, já que a Escócia tem uma lei que obriga a oferecer acomodação temporária aos sem-abrigo e recentemente a solução tem passado por quartos de hotel. Apesar de se saber de casos de pessoas enviadas para outras cidades escocesas, a BBC News revela que não existem provas de que sem-abrigo tenham sido obrigados a sair dos abrigos em que iriam pernoitar.

Aquela medida entrou em vigor por haver uma crise de habitação na capital e as autoridades municipais explicaram que a utilização de alojamento turístico para atacar o problema mostra que o mesmo se tornou numa emergência nacional. O governo escocês também acabou por declarar emergência após a pressão da oposição.

A diretora da Shelter Scotland, Alison Watson, explicou que o problema é realmente grave na capital: “Em Edimburgo, esta emergência coloca pessoas sem-abrigo em competição direta com turistas, uma injustiça flagrante. Os nossos serviços na linha da frente estão a experienciar situações de pessoas com necessidade de uma cama para esta noite e a quem foi dito que a única opção é sair da cidade”.

“Uma família a passar por este drama dos sem-abrigo em Edimburgo não devia viajar quilómetros para longe do próprio emprego, escola e comunidade para encontrar acomodação de urgência”, acrescentou Watson, dizendo que o governo escocês precisa de dar uma resposta diferente ao problema.

O município de Edimburgo garantiu entretanto que não há sem-abrigo obrigados a sair da cidade por causa dos espetáculos de Taylor Swift.

“É um sintoma da emergência habitacional que enfrentamos em Edimburgo que muitas vezes temos de usar alojamento turístico para acomodar sem-abrigo. Sabemos que esta solução não vai estar disponível durante todo o ano, especialmente nos meses de verão, e por isso, usamo-la de forma relutante como último recurso. Estamos conscientes da situação e trabalhamos para que as famílias afetadas encontrem acomodação alternativa e apropriada”, declarou Jane Meagher, do município de Edimburgo.
Tópicos
pub