Familiares de reféns do Hamas desesperam e mantêm pressão sobre Netanyahu

por RTP

Foto: Hannah McKay - Reuters

Quase 200 dias depois do ataque do Hamas a Israel, cerca de 130 reféns continuam nas mãos do movimento radical palestiniano. Os familiares desesperam e mantêm a pressão para que o Governo de Benjamin Netanyahu encontre uma solução que os devolva à liberdade e às famílias.

Telavive é o palco das maiores manifestações, como constataram os enviados especiais da RTP ao Médio Oriente, José Manuel Rosendo e David Araújo.
pub