Última Hora
Ministério Público perde recurso da Operação Influencer. Relação diz que não há indícios fortes de tráfico de influências de Escária e Lacerda Machado

Manifestantes de dez países conduzem tratores contra políticas agrícolas

por Lusa
Agricultores protestam contra as políticas agrícolas da União Europeia EPA

Agricultores da República Checa conduziram tratores e outros veículos para vários postos de fronteira na quinta-feira, para unirem forças com colegas de países vizinhos em protesto contra as políticas agrícolas da União Europeia.

Os checos encontraram-se com os agricultores da Alemanha, Polónia e Eslováquia em vários postos de fronteira. Agricultores de dez países da UE, da Europa Central, Báltico e Balcãs participaram no protesto, disseram os organizadores.

Os agricultores convidaram o ministro da Agricultura checo, Marek Vyborny, o homólogo eslovaco, Richard Takac, e representantes dos agricultores da Polónia e da Hungria para se manifestarem numa passagem fronteiriça entre a República Checa e a Eslováquia, conhecida como Hodonin-Holic, que foi bloqueada por centenas de tratores.

"Não protestamos contra a UE, protestamos contra as decisões erradas da Comissão Europeia", disse o vice-presidente da Câmara Eslovaca de Agricultura e Alimentação, Andrej Gajdos.

Os agricultores alegam que as políticas ambientais dos 27 países da UE - como o Acordo Verde Europeu, que impõe limites à utilização de produtos químicos e às emissões de gases com efeito de estufa - limitam os negócios e tornam os produtos mais caros do que os importados de países terceiros.

Os agricultores também se queixam dos preços baixos dos produtos agrícolas e dizem que os cereais e outros produtos provenientes da Ucrânia e da América Latina estão a afetar negativamente o mercado.

Na quinta-feira, a Comissão Europeia propôs a simplificação de regras da Política Agrícola Comum (PAC), como as dos controlos agrícolas, e avançou com um inquérito online para ouvir as queixas do setor.

O executivo comunitário propõe a simplificação de alguns requisitos de condicionalidade que os agricultores da UE têm de cumprir, como as normas de boas condições agrícolas e ambientais, isentando as pequenas explorações agrícolas, com menos de dez hectares, dos controlos relacionados com o cumprimento destes requisitos.

Será ainda lançado um inquérito a todos os agricultores, a realizar entre março e maio, para ajudar a identificar as suas principais fontes de preocupação e a compreender as fontes de encargos administrativos e de complexidade decorrentes das regras da PAC e outras em matéria de alimentação e agricultura na UE, e a sua aplicação a nível nacional.

Ainda no âmbito das medidas de curto prazo, Bruxelas propõe, até meados de março, a redução das superfícies que antigos criadores de gado têm de reconverter em prados permanentes, entre outras medidas.

Os ministros da Agricultura da UE vão debater na segunda-feira, em Bruxelas, a crise que afeta a agricultura europeia.

 

Tópicos
pub