O Mundo nunca mais foi o mesmo. A Web faz 30 anos

| Mundo

Tim Berners-Lee esta manhã no CERN, pelos 30 anos da Web
|

Em março de 1989, Tim Berners-Lee, que trabalhava então para o CERN - Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear - estabeleceu os fundamentos da World Wide Web. A Internet como a conhecemos hoje.

Foi há 30 anos que Tim Berners-Lee enviou um documento ao seu chefe na altura no CERN, Mike Sendall, sobre um sistema de gestão de informação. Na prática, essa proposta criava a World Wide Web.

A resposta, na altura, do chefe de Tim Berners-Lee à proposta que tinha recebido é, no mínimo, curiosa. Escreveu Mike Sendall: "Vago mas excitante...".

E assim tem sido, nesta aventura que começou nos anos 60, ainda antes da Web.
30 anos da World Wide Web... não da Internet
É comum a confusão entre uma e outra coisa. Aliás, nos dias de hoje, é complicado explicar que apesar de diretamente ligadas, a Web aparece uns anos depois da Internet. Para quem navega pelo mundo digital... é tudo a mesma coisa.

A verdade é que a Internet nasce de uma necessidade militar norte-americana - em plena Guerra Fria - de trocar documentos entre computadores de forma a que se de um lado fossem apagados, continuassem a existir noutro local.

Por exemplo, se o Pentágono fosse atacado, os militares não queriam que os documentos que estavam lá armazenados ficassem para sempre perdidos. Era por isso necessário arranjar forma de os transferir para outros espaços, outros computadores.

Nesta altura, a organização militar norte-americana ARPA (Agência de Projetos de Pesquisa Avançada) era pioneira na inovação computacional. A ARPA colocou em prática a teoria de um estudante do MIT - Leonard Kleinrock - que desenvolveu a ideia de que os computadores poderiam comunicar entre si se conseguissem colocar informação em "pacotes" pequenos e transferíveis.

Foi então criada a ARPANET, na prática a primeira rede de computadores, a base daquilo que é hoje a Internet.

Algum tempo depois, Bob Kahn and Vint Cerf criaram os protocolos de internet para partilha de informação que ainda hoje são utilizados.
Então e a WEB?

Primeiro é preciso tentar explicar a diferença. Simplificando, a Internet é uma rede gigante de computadores que conseguem comunicar entre si. Quando estamos "online", na prática estamos a fazer com que o nosso computador entre nessa rede, entre na Internet.

A World Wide Web foi uma ideia criada por Tim Berners-Lee para permitir o acesso universal à Internet.

Confuso? Veja as coisas desta forma. A Internet é a auto-estrada que liga as cidades. A World Wide Web é o automóvel, que hoje em dia mais se parece a um tapete mágico voador, que permite que navegue por todas essas auto-estradas ao mesmo tempo que pode ver tudo por onde passa.

"Vago mas excitante...". A ideia de Tim Berners-Lee, quando enviou o documento ao seu chefe, era criar um sistema que permitisse a partilha e troca de pesquisas e documentos entre os investigadores do CERN. Um modelo descentralizado e de acesso rápido e fácil.

Entenda-se que o computadores nesta altura já comunicavam entre si há já algum tempo. O e-mail, por exemplo, já existia.

O que não havia, e o que Berners-Lee criou, era um sistema integrado para que, de forma simples, fosse possível escrever, transmitir, partilhar, arquivar informação através de vários computadores e de forma organizada. Não havia na altura um sistema que colocasse a informação num servidor para que outros computadores pudessem lá ir e aceder.

Foi isso que Tim Berners-Lee fez ao escrever o tal documento "vago mas excitante" que enviou no dia 12 de março de 1989 ao seu chefe do CERN.

30 anos depois

2019 ficará para a história como o ano em que metade da população mundial estará online. Mas também o ano em que metade da população não terá acesso a essa tecnologia.

O alerta foi do próprio Tim Berners-Lee, que esteve na última edição da Web Summit em Portugal.

O sonho era criar uma plataforma aberta e gratuita para servir a Humanidade. Ligar o mundo através de uma extraordinária rede. Até certo ponto, esse objetivo, esse sonho de Tim Berners-Lee, concretizou-se, sendo que, em particular nos últimos tempos, parece também ter ido muito além do que ele imaginava. Pelos piores motivos.

Tim Berners-Lee tem estado por isso por estes dias a defender a sua ideia de um “Contrato para a web”.

“Princípios e valores que sentimos que são importantes”, afirmou na Web Sumiit. A ideia é tornar todos, indivíduos, empresas, governos, “responsáveis por tornar a web” um espaço melhor.

Como será daqui a 30 anos?

Tópicos:

Internet, World Wide Web, WEB,

A informação mais vista

+ Em Foco

Apresentamos aqui o perfil dos cabeças de lista e cinco prioridades de ação por partido para o Parlamento Europeu.

    Debates, perfis, notícias da campanha. Toda a informação sobre as Eleições Europeias de 2019, que se realizam a 26 de maio.

      Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

        Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.