Última Hora
Euro2024. Portugal sofre mais vence Chéquia por 2-1

Presidência da Comissão Europeia em debate

por Lusa
Em debate a sucessão de Ursula Von der Leyen Julien Warnand - EPA

Os candidatos principais à presidência da Comissão Europeia participam esta quinta-feira num debate em Bruxelas, com a ausência dos representantes da extrema-direita, no terceiro e último frente-a-frente antes das eleições europeias, marcadas entre 6 e 9 de junho.

O debate Eurovisão decorre no hemiciclo do Parlamento Europeu, entre as 15:00 e as 16:45 de Bruxelas (menos uma hora em Lisboa), com a participação da atual presidente da Comissão Europeia e candidata do Partido Popular Europeu (PPE, que integra PSD e CDS-PP), Ursula Von der Leyen; do atual comissário do Emprego e Direitos Sociais e cabeça de lista do Partido Socialista Europeu (inclui o PS português), Nicolas Schmit; de Sandro Gozi (Renew Europe Now, liberais, a que pertence o Iniciativa Liberal); de Walter Baier (Esquerda Europeia, com PCP e Bloco de Esquerda) e de Terry Reintke (Verdes Europeus).

A cargo da União Europeia de Radiodifusão (EBU, na sigla em inglês), a iniciativa ficou marcada por uma polémica, com o Identidade e Democracia (ID, extrema-direita, que integra o partido português Chega) a acusar a organização de excluir o grupo e de censura.

A EBU justificou a decisão por o ID não ter nomeado, oficialmente, um ‘spitzenkandidat’ (candidato principal).

Também o Partido Europeu dos Conservadores e Reformistas (ECR) não estará representado, uma vez que rejeitou participar nos debates e apresentar um candidato à liderança da Comissão Europeia, por criticar o processo, depois de em 2019, Von der Leyen ter sido a escolhida, apesar de não estar na corrida.
pub