Presidente timorense dá posse a oito novos membros do Governo

por Lusa
DR

O Presidente timorense, Francisco Guterres Lu-Olo, deu hoje posse a oito novos membros do VIII Governo constitucional, numa cerimónia marcada pelas máscaras e o distanciamento social no Palácio da Presidência.

Armanda Berta dos Santos foi empossada no cargo de vice-primeira-ministra, funções que vai acumular com as de ministra da Solidariedade Social e Inclusão (MSSI) e Fidelis Magalhães assumiu o cargo de ministro da Presidência do Conselho de Ministros.

Francisco Jerónimo vai ocupar a pasta dos Assuntos Parlamentares e da Comunicação Social, Fernando Hanjam a das Finanças, enquanto Miguel Pereira de Carvalho assume o cargo de ministro da Administração Estatal e Odete Belo o de ministra da Saúde.

O chefe de Estado deu ainda posse a Júlio Sarmento da Costa `Meta Mali`, como ministro dos Assuntos de Combatentes da Libertação Nacional, e a Pedro Reis como ministro da Agricultura e Pescas.

Estes oito membros do executivo são as primeiras nomeações para o Governo, que conta agora como uma nova maioria parlamentar, apoiada pela Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), pelo Partido Libertação Popular (PLP), pelo Kmanek Haburas Unidade Nacional Timor Oan (KHUNTO) e pelo Partido Democrático (PD), que representam 41 dos 65 deputados.

Berta dos Santos é do KHUNTO, Fidelis Magalhães do PLP, Meta Mali do PD e os restantes foram nomeados pela Fretilin.

A composição final do Governo timorense ainda não é conhecida, especialmente depois da saída formal do Congresso Nacional para a Reconstrução de Timor-Leste (CNRT, segundo maior partido no parlamento) do Governo e da demissão de vários membros do partido no executivo.

Entre os vários cargos por preencher, estão o de ministro Coordenador dos Assuntos Económicos, o de ministro da Educação, o de ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação e o de ministro do Petróleo e Minerais.

Também não foram ainda anunciados o nome do outro vice-primeiro-ministro, que tutela o Plano e Ordenamento, bem como os dos vice-ministros dos Negócios Estrangeiros, dos Cuidados de Saúde Primários, do Turismo Comunitário e Cultural e do Interior.

Ainda por nomear estão, entre outros, os secretários de Estado das Cooperativas, da Juventude e Desporto.

 

 

pub