Primeiro-ministro de Israel quer fazer de Gaza uma área desmilitarizada

por Sandra Henriques - Antena 1

Foto: EPA

É a intenção que consta do plano para o pós-guerra desenhado por Benjamin Netanyahu. No documento conhecido esta sexta-feira, o governante recorda vários objetivos a curto prazo, desde logo destruir o Hamas e a Jihad Islâmica.

Netanyahu quer também encerrar a Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinianos e substituí-la por outros grupos internacionais de ajuda humanitária.

A Autoridade Palestiniana já reagiu ao plano de Netanyahu. Numa declaração publicada na rede social X, o Ministério dos Negócios Estrangeiros condena os planos do primeiro-ministro israelita e acusa-o de querer prolongar o que diz ser o genocídio contra o povo palestiniano.
pub