Tensão com Irão. Reino Unido aumenta nível de alerta

| Mundo

Forças militares britânicas no Iraque
|

A Sky News avança esta quinta-feira que o Reino Unido decidiu aumentar o nível de alerta para as forças militares e diplomatas no Iraque devido ao aumento de tensão na região com o Irão. Pessoal e familiares foram igualmente colocados em elevado estado de alerta na Arábia Saudita, Kuwait e Qatar.

Com a crescente tensão no Irão, e depois de a Alemanha e a Holanda terem retirado as suas forças militares e funcionários do Iraque, o Reino Unido elevou o nível de ameaça devido a um "aumento de risco de segurança" para as suas forças militares.

A notícia surge depois de a Administração Trump ter elevado o nível de alerta no mesmo país, alegando um possível ataque do Irão, o que levou à evacuação do pessoal "não essencial".

De acordo com a Sky News, a Grã-Bretanha decidiu colocar militares, diplomatas e familiares em estado de alerta elevado na Arábia Saudita, Kuwait e Quatar.

O Ministério britânico da Defesa alertou militares e pessoal no Iraque para elevarem o nível de alerta para um possivel ataque do Irão.

"Mantemos a segurança do nosso pessoal e bens implantados sob constante revisão", afirmou um porta-voz do Ministério da Defesa.

"Há uma série de ameaças às forças militares do Reino Unido e da coalizão nessa lado do mundo: é por isso que temos uma gama de medidas de proteção das forças militares. O Reino Unido tem sido claro quanto às preocupações com o comportamento desestabilizador do Irão na região”, acrescentou.

A "avaliação" do Reino Unido parece ser semelhante às anteriores alegações norte-americanas relativas uma ameaça elevada, numa altura em que intensificam as tensões entre Washington e Teerão.

O aumento do risco de segurança, estende-se para além do Iraque, uma vez que há diversas autoridades britânicas, diplomatas e as suas famílias na Arábia Saudita, Qatar e Kuwait.

Tópicos:

Estados Unidos, Reino Unido, Irão,

A informação mais vista

+ Em Foco

A Grécia agradeceu a Portugal a solidariedade do país pela disponibilidade de receber mil migrantes e refugiados, atualmente alojados em condições precárias naquele país.

A receita da venda desta madeira ultrapassará os 15 milhões de euros, que devem ser investidos na nova Mata do Rei.

Toda a informação sobre a União Europeia é agora agregada em conteúdos de serviço público. Notícias para acompanhar diariamente na página RTP Europa.

    Em cada uma destas reportagens ficaremos a conhecer as histórias de pessoas ou de projectos que, por alguma razão, inspiram ou surpreendem.