Trump demite diretor de comunicações dez dias após nomeação

| Mundo

Scaramucci foi apontado como diretor de comunicações a 21 de julho
|

O Presidente norte-americano afastou Anthony Scaramucci, um investidor que Trump escolheu para diretor de comunicações há apenas dez dias.

O afastamento acontece dias depois de uma entrevista polémica à revista The New Yorker, publicada na quinta-feira, onde Scaramucci insultou vários responsáveis próximos de Donald Trump, incluindo Reince Priebus e Steve Bannon.

As fortes críticas a Priebus, que Scaramucci acusou de ser o responsável por "fugas de informação" na Casa Branca, levaram ao afastamento do chefe de gabinete. Entre outras palavras mais grosseiras, Scaramucci referiu-se a Priebus como "um esquizofrénico paranóico".

Logo na sexta-feira, Donald Trump anunciava a substituíção de Reince Priebus por John Kelly. Terá sido o novo responsável a exigir ao Presidente norte-americano a substituição do diretor de comunicações.

"Anthony Scaramucci vai deixar o seu cargo como diretor de comunicações na Casa Branca. O senhor Scaramucci entendeu que seria melhor dar a John Kelly a oportunidade de começar do zero e a possibilidade de nomear a sua própria equipa", anunciou esta segunda-feira a secretária de imprensa, Sarah Huckabee Sanders.
"Comentários impróprios"
Na mesma comunicação, a nova secretária de imprensa acrescentou ainda que o Presidente norte-americano considerou que os comentários de Scaramucci na entrevista foram "impróprios para uma pessoa naquela posição". Donald Trump não quis que John Kelly, o novo chefe de gabinete, fosse obrigado a carregar esse fardo, e por isso decidiu afastar o diretor de comunicações.

No entanto, a imprensa norte-americana avança que poderá ter sido o próprio general John Kelly a exigir a demissão de Scaramucci.

A breve estadia de Scaramucci na Casa Branca foi polémica do primeiro ao último momento. Desde logo, a chegada do novo diretor de comunicações, um nome proposto por Ivanka Trump e Jared Kushner, levou ao pedido de demissão de Sean Spicer.

O primeiro secretário de imprensa de Donald Trump abandonou o gabinete de comunicações por discordar da escolha do Presidente para o departamento que coordenara interinamente desde a tomada de posse.

Segundo o jornal The New York Times, ainda não é conhecido se Scaramucci vai continuar a percorrer os corredores da Casa Branca com um outro cargo, ou se abandona definitivamente a administração Trump.

Anthony Scaramucci é o nome mais recente na longa lista de responsáveis que abandonaram ou foram demitidos da equipa de Donald Trump em menos de nove meses de presidência.

Num tweet publicado esta manhã, talvez ciente do novo rebuliço que atingiria a Casa Branca horas mais tarde, na sequência da saída do diretor de comunicações, o Presidente garantia: "No WH caos!".

Tópicos:

Casa Branca, Donald Trump, Sean Spicer, Anthony Scaramucci,

A informação mais vista

+ Em Foco

Os dados do sistema de Informação de Fogos Florestais da União Europeia (EFFIS) indicam que só entre os dias 14 e 15 de outubro arderam cerca de 200 mil hectares.

    Impostos, orçamentos, metas para o próximo ano. A RTP descodifica a proposta de Orçamento do Estado apresentada pelo ministro das Finanças esta sexta-feira.

      Mário Centeno também deixou no ar a ideia de que, na discussão da especialidade do OE2018, seja posto um ponto final nos cortes do subsídio de desemprego.

      Os governos espanhol e catalão além de estarem de costas voltadas entrincheiraram-se em narrativas de auto-justificação absolutamente incompatíveis entre si.