Atrasos nos processos judiciais. Diretor da PJ classifica de "terrorismo judiciário"

por RTP

O Diretor Nacional da Polícia Judiciária foi alvo de uma participação disciplinar pela Ordem dos Advogados, por ter classificado alguns atrasos nos processos como "terrorismo judiciário".

Luís Neves mantém o que disse e garante que ninguém o vai calar.
pub