CAP lembra que ainda falta o Plano Estratégico da Política Agrícola Comum

por Antena 1

Sandra Henriques / DR

A Confederação dos Agricultores de Portugal considera que há capacidade nacional para os desafios desta nova PAC com maior ambição em termos ambientais.

Mas o presidente da confederação, Eduardo Oliveira e Sousa, refere que o PEPAC português - o Plano Estratégico da Política Agrícola Comum - está muito atrasado e faltou discussão técnica.

A nova Política Agrícola Comum entra em vigor a 1 de janeiro de 2023. Até lá, há um período transitório e vai vigorar até 2027.
pub