Caso das gémeas luso-brasileiras remonta a 2019

por RTP

O caso das gémeas luso-brasileiras que receberam o tratamento em Santa Maria remonta a 2019. As bebés receberam nacionalidade portuguesa em tempo record para terem acesso ao medicamento mais caro do mundo. Alegadamente com intervençaõ do presidente da República, foi feito um tratamento de quatro milhões de euros.

pub