DGS publica norma para vacinação sazonal contra a Covid-19

por RTP
Rodrigo Lobo - RTP

A norma define os grupos elegíveis, as vacinas a utilizar, os esquemas vacinais e os procedimentos técnicos da vacinação. Os grupos elegíveis são definidos em função do risco de doença grave, hospitalização e morte por COVID-19. São abrangidas as pessoas com 60 ou mais anos, tal como está previsto para a vacinação contra a gripe sazonal. A vacina pode continuar a ser administrada em simultâneo com a vacina da gripe. Estima-se que sejam vacinadas entre 1,9 milhões e 2,6 milhões de pessoas contra a Covid-19 e contra a gripe.

Estão ainda incluídas as pessoas entre os 5 e os 59 anos com patologias de risco definidas nesta norma, as grávidas, os profissionais de saúde e utentes/residentes em Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas (ERPI) e Instituições Similares, Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI) e estabelecimentos prisionais.

A vacinação vai começar a 29 de setembro e vai decorrer em simultâneo nas farmácias comunitárias para as pessoas com 60 ou mais anos, e nos estabelecimentos de saúde do SNS, para as pessoas com menos de 60 anos e com as doenças de risco.

Para vacinação nas farmácias comunitárias, os utentes com 60 ou mais anos devem realizar o agendamento da vacinação diretamente numa farmácia ou na Plataforma online disponível para o efeito, divulgada pelas associações de farmácias”, refere a nota enviada pela Direção Geral da Saúde.

Existirá convocatória ativa das pessoas com comorbilidades de risco com menos de 60 anos pelas unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde. As pessoas que não estejam identificadas ou que não sejam seguidas no SNS devem ser vacinadas mediante declaração de elegibilidade emitida pelo seu médico”, refere a DGS.

A DGS defende a continuação da vacinação em simultâneo da gripe e da covid, considerando ser segura e facilitando assim a adesão ao processo de vacinação.

“Ao longo desta campanha estima-se que sejam vacinadas entre 1,9 milhões e 2,6 milhões de pessoas contra a covid-19 e contra a gripe”, refere a Direção.
pub