Esposende. Dois mortos em deslizamento em Palmeira de Faro

por RTP
O alerta para o deslizamento de terra em Palmeira de Faro foi dado às 3h55 Hugo Delgado - Lusa

Duas pessoas morreram na madrugada desta quarta-feira em Palmeira de Faro, Esposende, vítimas de um deslizamento de terra e pedras que se abateram sobre uma habitação. Outras quatro pessoas saíram ilesas.

"O acidente ocorreu em Esposende, na freguesia de Palmeira de Faro. Confirma-se um deslizamento de vertente com duas vítimas mortais a lamentar", afirmou o vereador da Proteção Civil da Câmara Municipal de Esposende, Guilherme Emíllio, ouvido na edição desta quarta-feira do Bom Dia Portugal.

"Estamos já a prestar, na medida do possível, o apoio psicológico aos familiares", acrescentou o edil. O alerta para o deslizamento de terra em Palmeira de Faro foi dado às 3h55.


"Ao deslizar, as terras acabaram por embater contra uma moradia. A tragédia deu-se devido a esse deslizamento", continuou o responsável, para indicar que as autoridades locais não conseguiram ainda "apurar a origem do deslizamento".

Cerca das 7h30, os corpos das vítimas, ambas de 22 anos, continuavam por resgatar. Os operacionais no terreno aguardavam pela "garantia de condições de segurança para ser usada maquinaria pesada na remoção dos detritos", segundo o adjunto do Comando dos Bombeiros Voluntários de Esposende, citado pela agência Lusa.

Júlio Melo explicou que foram arrastadas "pedras de alguma dimensão", tendo estas "atingido um compartimento situado nas traseiras da habitação".

Entretanto, no local do deslizamento, o segundo comandante distrital das Operações de Socorro, Rui Costa, deu mais detalhes, adiantando que, no interior da habitação atingida, estavam seis pessoas. Quatro - um casal entre os 40 e os 50 anos e duas crianças de dois e 12 anos - saíram ilesas.

Foram mobilizados 17 operacionais, apoiados por oito viaturas, de acordo com o portal da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.
Polícia Judiciária investiga
A Polícia Judiciária está já a investigar as circunstâncias em que se deu o deslizamento de terra em Palmeira de Faro.

Segundo fonte da PJ, citada pela agência Lusa, foi feita uma primeira deslocação de inspetores ao local para recolha de informação e registo fotográfico.

"Posteriormente, quando a situação no terreno estiver consolidada e tivermos luz verde da Proteção Civil, voltaremos lá para continuar a investigação", acrescentou a mesma fonte.

c/ Lusa

pub